Perguntaram ao Dalai Lama qual a melhor forma de meditar, ao que ele prontamente respondeu:

“Pensamento crítico, seguido de ação”.
 

. O Movimento Orgânico iniciou a partir da experiência de vida de Renan Carvalho, um ser humano que se pudesse ser definido em uma frase, ela seria: “Um pensador crítico que age”. Tanto que, na realidade, o Movimento Orgânico nunca foi idealizado. Ele foi simplesmente surgindo, se estabelecendo, se consolidando… movido pelas inquietudes e iniciativas de Renan Carvalho, e por pessoas que se inspiraram em sua forma de pensar, agir e viver.

Renan é um mineiro de nascença e infância, um goiano de adolescência, imigrante dos Estados Unidos na juventude e pai de família catarinense. Já capinou quintais na Finlândia, limpou canteiros de obra na Suíça, ordenhou vacas na Alemanha, casou-se e descasou-se na Hungria, atravessou a Costa Rica de busão, e alinhou estratégias de negócio na Nova Zelândia. Profissionalmente Renan já vendeu manteiga, camisetas e produtos de limpeza. Já produziu milho, arroz e tomate. Já empreendeu com ervas medicinais, laticínios e internet. Já investiu em franquias. Já foi mão de obra em floriculturas, pomares e canteiros de obra. Já foi atendente de loja, limpador de mesas em restaurante e professor voluntário de Jiu-Jitsu. Já desenvolveu e vendeu plataformas de intranet, e-commerce e softwares de gestão empresarial. Já foi executivo de telecomunicações nos Estados Unidos e já prestou consultoria em gestão e liderança para mais 50 empresas de pequeno, médio e grande porte no Brasil.

Hoje ele não faz mais nada disso. Vive uma vida mais tranquila, casado com uma Blumenauense maravilhosa e pai de família em tempo integral (tem duas duplas de gêmeos – duas meninas e um casal). Nas horas dedicadas a o que a sociedade define como trabalho, atende pessoas para deseducá-las, ou seja, ajudá-las a descontruir suas crenças e permitir que vivam de forma mais livre. Tal atividade é inerente à sua natureza, portanto não pode ser chamada de trabalho, e se pessoas que podem, pagam, se  não podem não pagam . No tempo remanescente gosta de fazer coisas de madeira, conversar papos cabeça com qualquer pessoa (nunca recusa um café com ninguém) e cuidar do site do Movimento Orgânico. 

Apesar de ter feito tanta coisa, nunca teve muito dinheiro. Em alguns momentos conseguiu poupar, mas logo o dinheiro se esvaía por alguma circunstância (e o pior que não era nem gastando). Por isso desistiu de perseguir dinheiro a um bom tempo… Hoje, passa a maior parte de seu tempo em casa com a esposa cuidando dos filhos. Ambos tem uma vaga ideia de qual será a receita no fim do mês.. mas francamente não se preocupam muito com isso (pois acreditam que sempre é possível dar um jeito quando se tem contas para cortar). Seu objetivo financeiro na vida é minimizar cada vez mais as despesas, ou seja, precisar de cada vez menos coisas e gastos para viver.  E fica muito feliz cada vez que dá mais um passo na direção deste objetivo.

Tem um propósito pessoal muito claro que é: “Viver a melhor vida que nasceu pra viver aqui e agora”. E celebra, a cada dia, o privilégio de estar vivendo esse propósito.

Renan no Medium