Essa noite eu dormi mal demais
Tentando lembrar onde deixei meu tempo
Levantei cedo, ranzinza e marrento
E pra descobrir fui correr atrás
 
Na sala cheguei e vi meus filhos brincando
Sem pestanejar já fui logo abordando:
- Quem foi o pestinha que escondeu meu tempo?
É bom falar logo ou vai ter “coro comendo”!
 
O menorzinho fez cara de choro
E a menininha apontou pro maior
Ele assustado relutou um pouco
Sabia que se não contasse ia ser pior
 
- Papai, a gente até fez um plano
Pra tentar pegar seu tempinho
Mas como o senhor esconde ele direitinho
Nós não pegamos, está tendo um engano!
 
Fiquei até comovido com a sinceridade
Mas eu tinha que ir atrás da verdade
E antes de ir tomar meu café
Fui perguntar pra minha mulher
 
- Por acaso você pegou meu tempo?
Não tem mais ninguém, só pode ser você!
Larga o celular e vem me dizer
Ou trate de achar e vai me devolvendo
 
- Meu bem, eu confesso que até gostaria
De poder ter mais um pouco disso
Mas se tivesse pego, eu não negaria
Será que você não deixou no serviço?

Pensei que ela podia não estar errada
Afinal isso já tinha acontecido outras vezes
Na verdade, muitas nos últimos meses
Fui correndo lá pra buscar a parada
  
Cheguei no trabalho e já fui tudo revirando
Gavetas, armários, pastas, olhei em todo canto!
E depois de olhar tudo e não achar o dito cujo
Desconfiei que alguém tinha jogado sujo
  
- Pessoal, parem tudo o que estão fazendo!
Precisamos agora de uma reunião
Ou a gente descobre quem roubou o meu tempo,
Ou sinto muito, mas vai ter demissão!
  
O espanto foi geral!
Mas o Pedro veio logo explicar
- Chefe, estamos sofrendo do mesmo mal
Acho que tem gente de fora a nos roubar
  
Pensei na polícia chamar
Pra ver o que estaria acontecendo
Quem teria pego o nosso tempo?
O mistério ainda estava no ar
  
Saí cabisbaixo e desolado
Fui pra copa tomar uma água
A Dona Olga sentou-se ao meu lado
E tentou consolar minha mágoa
  
- Meu filho, não fique chateado!
Fique tranquilo que ele aparece
Feche os olhos e faça uma prece
Deus vai lhe ajudar a achá-lo
  
Eu não acredito muito nisso
Mas resolvi seguir sua dica
Afinal sem meu tempo eu não vivo
Pior do que está, não fica!
  
Foi curioso o que aconteceu
Eu entrei em estado de meditação
E do nada uma luz apareceu
Me mostrando a solução
  
Olhei de olhos fechados
Pra dentro do meu coração
Tentando enxergar então
Tudo o que foi abandonado
  
Abri os olhos em seguida
E olhei pra palma da mão
Ela me mostrou a vida
Com todo tempo à disposição
 
Aquilo me trouxe um estalo!
Percebi o que aconteceu
Tinha entendido tudo errado
Pois quem roubou meu tempo fui eu
  
O que eu achei mais curioso
Foi o que eu entendi depois
Eu me roubei o tempo todo
E ainda tinha todo tempo a dispor
   
Só me restou pedir perdão 
E foi o que eu fiz então
Aos filhos, esposa e colegas
Que não mereciam o “esfrega”
  
Mas eles entenderam
E de pronto me acolheram
Me alertaram porém
Que a partir de agora usasse meu tempo bem
 
E é só isso que precisa, viu!
Aproveitar o tempo bem
É não lamentar o que partiu
Nem ficar esperando o que vem
 
É tudo bem esquisito
Mas é assim que é pra ser
Você tem o agora infinito
E sua missão só é viver
 
Ser feliz com quem você gosta
Trabalhar com alegria
Viver dia após dia
É aí que está a resposta
 
E se você acha que esse texto
Está tomando o seu tempo
Isso pode ser um grande pretexto 
Pra mudar de pensamento
 
A vida só existe agora
Então relaxe, como disse a Dona Olga
Vai descobrir que, no fundo, no fundo
Temos todo tempo do mundo!