Onde me encaixo e quais as consequências. É possível se manter confiante diante dos desafios do dia-a-dia? No intervalo temporal dos últimos meses, este exercício virou um hábito necessário e com renovação diária. Por outro lado, o excesso de otimismo pode representar um risco levando até a romantização do sofrimento por uma idéia impossível. Como equilibrar a forma de perceber o mundo além de um “Foco, força e fé”?
Tema abordado no Acordar e Agir dessa semana, com a participação de Cristiano Ritzke, Renan Carvalho e Carlos Henrique.